Publicado por: sadeckgeo | dezembro 12, 2009

Google – desenvolvendo aplicação para o monitoramento de florestas

Google Forest

Apesar da COP15 ser mais um daqueles eventos que são só para constar, tivemos mais uma notícia sobre o Google Forest, pois foi demonstrado um protótipo da nova tecnologia de monitoramento das florestas tropicais do mundo. Isso será desenvolvido a partir de imagens de satélite, que não é nem um pouco difícil para a Google fazer isso em escalas muito grandes, já que detém  grande parte do acervo da DigitalGlobe e outras empresas.

Com esta tecnologia, é possível para os cientistas extraírem informações significativas sobre as florestas do mundo, tais como locais e as dimensões do desmatamento ou até mesmo a regeneração de uma floresta. No desenvolvimento deste protótipo, estão colaborando Greg Asner, do Carnegie Institution for Science, e Carlos Souza, do Imazon. Greg e Carlos estão na vanguarda da ciência florestal e têm desenvolvido aplicações para a extração de informação sobre a cobertura florestal e o desmatamento a partir de imagens de satélite há muito tempo. Os sistemas desenvolvidos por eles são o CLASlite (Carnegie Landsat Analysis System) e o SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento)

Os únicos problemas que vinham enfrentando era a falta de insumos (imagens de satélite) e armazenamento das mesmas. Com a parceria da Google isso foi sanado e agora esperamos que o sistema esteja finalizado 100% o mais rápido possível.

Sendo que a Google não entra nesse mercado para brincar, então eles estão estudando a possibilidade das aplicações dos cientistas citados, rodarem sobre uma plataforma que dê a possibilidade de pesquisar em alta resolução e de forma online, acessando a nuvem de dados dos servidores da empresa, e como se já não bastasse, darão a possibilidade de pesquisas no presente, passado e futuro. Imaginem a quantidade de informação em terabytes e/ou petabytes trafegando nessas aplicações.

A Google expõe as vantagens:

  • Velocidade sem precedentes: usando o poderio computacional baseado em nuvem, pode-se reduzir o tempo de processamento para questões de segundos. Agilizando a detecção de exploração madeireira ilegal e possibilitando a ação das instituições responsáveis pela aplicação da Lei, evitando assim, mais desmatamentos.
  • Facilidade de uso e custos baixos: uma plataforma online que oferece acesso fácil aos dados, algoritmos de computação científica e potência a partir de qualquer navegador web, podem diminuir consideravelmente o custo e a complexidade para as nações tropicais possam monitorar suas florestas.
  • Segurança, privacidade e transparência: Os governos e os pesquisadores não querem compartilhar dados sensíveis e os resultados antes de estarem prontos. A plataforma em nuvem da empresa permite aos usuários controlar o acesso aos dados e resultados, ao mesmo tempo em que os dados online podem ser facilmente compartilhados, disponibilizados para colaboração, apresentados ao público e verificados de forma independente – quando for o caso.

Essas são apenas algumas das vantagens. O protótipo da tecnologia está disponível para um pequeno conjunto de parceiros para fins de teste, mas espera-se fazê-lo mais amplamente disponíveis ao longo do próximo ano.

Os agradecimentos aos parceiros foram bastante extensos, dentre as instituições brasileiras estão o INPE e o Imazon. O restante da lista pode ser verificado no link:

http://www.google.org/forest-partners.html

Estou ansioso para ver o sistema funcionando!

Links relacionados:

http://blog.google.org/

http://www.un-redd.org/

http://claslite.ciw.edu/

http://bit.ly/7zATt8

http://bit.ly/6ZoArV

http://bit.ly/6tdCsO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: