Publicado por: sadeckgeo | dezembro 21, 2009

História evolutiva ENVI

ENVI_IDL

Hoje ao criar mais um dos meus tuts sobre o ENVI, dateu aquela curiosidade para saber quem tinha sido o mentor desse que é um dos softwares que mais tem se destacado no mercado de geotecnologias para o processamento de Imagens de satélite.

Foi ai então que no site do Union College achei a história resumida de David Stern o responsável pela criação do Interactive Data Language (IDL) e resolvi trazê-la a vocês.

Tudo começou no primeiro ano de universidade de Stern que teve como companheiro de quarto Jim Stillman o qual lhe ensinou os primeiro acordes de programação, esses depois de algum tempo tirariam as noites de sono de David que passou a programar em um IBM 1620.

Algum tempo se passou até o ano de 1970 quando surgiram os primeiros ensaios do IDL, no Laboratório de Física Atmosférica e Espacial (LASP) da Universidade do Colorado em Boulder. David estava envolvido nos esforços para dar liberdade de testes de hipóteses aos cientistas sem que precisassem dos programadores para escreverem ou modificarem os códigos dos aplicativos. “Fiquei cansado dos físicos me pedindo para fazer toda a programação, que eu tentei fazer com que eles pudessem fazer por si próprios”, explica ele.

O primeiro programa a ser criado nas raízes do IDL por Stern foi nomeado de Rufus, que rodava em uma maquina PDP-12, que é o bisavô dos microcomputadores. O Rufus aceitava códigos de duas letras e isso possibilitou operações aritméticas.

Mais tarde, Stern escreveu um programa chamado SOL, que também corria em PDP só que agora era o 8, vocês podem dar uma olhada neles no site da Microsoft ai nas referências. Ao contrário de seus antecessores, era uma verdadeira linguagem de programação com uma sintaxe semelhante a FORTRAN. O SOL foi uma matriz de linguagem orientada com algumas capacidades primitivas gráficas.

Logo depois, Stern deixou os físicos chatos e fundou a Research Systems Inc. (RSI), isso por volta de 1977. O primeiro produto de sua nova empresa foi nada menos que o IDL, que na época rodava em PDP-11 e dava maior suporte a gráficos, principalmente o Tektronix. Veio então sua primeira venda, as empresas compradoras foram a Goddard Space Flight Center – NASA e a Ball Aerospace & Technologies Corp.

O desenvolvimento do IDL continuou e logo foi “migrado” uma versão para VAX/VMS escrito em VAX-11 MACRO e FORTRAN, aproveitando a memória virtual e o endereçamento em 32-bit do Vax. Foi então que o IDL teve um boom de uso, passando a usa-lo: O Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica (NCAR), a Universidade de Michigan, a Universidade do Colorado, e o Laboratório de Pesquisa Naval.

Sendo assim, foi preciso em 1987 mudar a plataforma para o ambiente Unix, exigindo uma re-escrita do código para C. Daí para frente foi aquela alegria! A linguagem foi ainda mais ampliada abrangendo a maioria dos sistemas operacionais, sendo o Windows em 1992 e o Mac OS em 1994. E o potencial gráfico ficou ainda mais forte.

Assim surge em 1994 o ENVI (Environment for Visualizing Images), interface gráfica para analise de imagens de sensoriamento remoto multiespectral e hiperespectral escrito em IDL. A primeira versão era proprietária da Better Solutions Consulting LLC que foi comprada pela Eastman Kodak que foi comprada para RSI que se tornou subsidiária da ITT Industries em março de 2004 e a partir de 15 de maio de 2006 a RSI começou a fazer negócios como ITT Visual Information Solutions.

Stern foi recentemente nomeado Empresário do Ano em Boulder. Segundo Stern, seu sucesso pode ser atribuído à sorte e senso de negócios inteligente. “Parte disso é, certamente, estar no lugar certo na hora certa, ouvir o que os clientes querem e trabalhar para oferecer isso também é muito importante”, diz ele.

Bem, a história é essa… Hoje o ENVI e o IDL são os lideres de mercado no processamento de imagens, tendo na sua mais nova versão uma integração muito boa com dados SIG de outra plataforma. Essas novidade vocês podem ver no site da representante do ENVI no Brasil, a SulSoft.

Contribuições são bem vindas!

Um abraço e até a próxima.

Fontes:

http://www.union.edu/N/DS/edition_display.php?e=8&s=1589

http://www.virtualschool.edu/mon/SoftwareEngineering/faq.idl

http://research.microsoft.com/en-us/um/people/gbell/Digital/timeline/tmlnhome.htm

http://www.columbia.edu/acis/history/

http://www.ballaerospace.com/page.jsp?page=1

http://www.nasa.gov/centers/goddard/home/

http://www.envi.com.br/

http://www.ittvis.com/Default.aspx


Responses

  1. O ENVI faz parte da minha vida, inclusive trabalhei na Sulsoft, excelente empresa e pessoas, e hoje a empresa que trabalho é cliente deles.
    Parabens pelo post.
    Carlos Almeida

    Curtir

    • Obrigado Carlos,

      Também fui cliente da SulSoft e reafirmo o dito por você.

      Um abraço.

      Curtir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: