Publicado por: sadeckgeo | janeiro 10, 2014

Raster2pgsql Importando imagens para o PostGIS

raster2pgsql

Grandes empresas e instituições que trabalham com geotecnologias tem feito uso de Banco de Dados Espaciais, para simplesmente armazenar os dados ou para atividades mais complexas de gerenciamento.

Até bem pouco tempo não tínhamos a possibilidade de trabalhar com imagens de satélite dentro do banco de dados como o PostgreSQL/PostGIS sem a ajuda de linguagens extras, mas a tecnologia evoluiu muito e alguns algoritmos foram desenvolvidos para dar suporte à essa necessidade. A primeira versão para inserir imagens no PostGIS foi desenvolvida em Python que depois foi migrada para um executável.

No vídeo foi usada a Sequência pelo DOS (CMD):

cd C:\Program Files (x86)\PostgreSQL\9.0\bin

Para entrar na pasta onde está o executável raster2pgsql.exe, de posse dele foi preciso inserir o comando que ficou assim:

Versão 9.0

raster2pgsql.exe –s 4236 –I –C –M C:\Sadeck\Teste\Imagem.tif –F –t 50×50| public.landsat | psql –U postgres –d faci –h localhost –p 5432

Versão 9.3

raster2pgsql.exe -s 4326 -I -C -M C:\postgis_aula\imagem.tif -F -t 50×50 | psql -U postgres -d postgis_aula -h localhost -p 5432

Explicando:

-S : Atribui um sistema de projeção ao raster com SRID especificado
4236: Código EPSG referente ao sistema de projeção da imagem (spatial_ref_sys)
-I: Cria um índice GiST na coluna do raster
-C: Aplica restrições raster – SRID
-M: Vacuum analise na tabela do raster
C:\…\Imagem.tif: É o caminho onde está a imagem a ser inserida
-F: Adicionar uma coluna com o nome do arquivo
-t 50×50: Corta raster em pedaços a serem inseridos um por linha da tabela
public.landsat: Nome da tabela dentro do schema
psql: Chama as configurações para o banco de dados
-U: Referencia o Usuário
postgres: Usuário do Banco
-d: Referencia o banco de dados que recebera a imagem
faci: Nome do banco
-h: referencia o host que no caso é local, por isso ‘localhost’
-p: chama a porta que nesse caso é a 5432

Se quiser verificar outras opções do raster2pgsql é só chamar ele e dar o enter. C:\Program Files (x86)\PostgreSQL\9.0\bin > raster2pgsql.exe Acredito que em breve essa função será mais interativa como é a shp2pgsql que tem uma interface gráfica bem intuitiva. Link: http://postgis.net/docs/manual-dev/using_raster_dataman.html#RasterOutput_PSQL

Outra coisa que deve ser atualizada na postagem é a questão do plugin Load Postgis Raster to QGIS que foi descontinuado esse é o que aparece no vídeo. Bem uma outra opção é você usar o plugin DBManager, clicando com o botão direito e pedindo para adicionar à tela.

Anúncios

Responses

  1. Sadeck, en Guatemala tenemos imagenes en una proyeccion particular GTM EPSG42500, será posible importarlas con esta nueva herramienta?

    felicitaciones, buen trabajo!

    Curtir

    • Sí Raul,

      Si el sistema de proyección se cita en EPSG puede intortar normal.

      Un abrazo

      Curtir

  2. […] Essa pergunta é difícil! Quando comecei trabalhei muito com software CAD, depois passei para o ArcView, IDRISI, ERDAS, ENVI, PCI, eCognition, SPRING e ai vieram os livres GRASS, QGIS, gvSIG, ILWIS, RAT, SAGA e mais recentemente, coisa de uns 4 a 5 anos vieram os Terras, TerraView, TerraSGT, GeoDMA, TerraHIDRO, Interimage e o meu “xodó” TerraAmazon. E ainda o PostgreSQL/PostGIS. […]

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: