Publicado por: sadeckgeo | setembro 25, 2009

GEOSSISTEMA CAMPOS MARAJOARAS

Artigo2

Segundo Monteiro (2001) a análise geossistêmica é uma forma de investigação da geografia física que visa promover uma maior integração entre o natural e o humano. A delimitação de geossistemas pode servir como meio de percepção da qualidade ambiental e para atingir-se a prognose geográfica, imprescindível para a aplicação da geografia no planejamento. Neste estudo a área recoberta por  campos naturais na Ilha de Marajó/Estado do Pará, denominada Campos Marajoaras, foi analisada através da abordagem sistêmica a fim de explicar como os elementos naturais e humanos interagem na paisagem formando um geossistema. Para tanto foram realizados uma revisão bibliográfica sobre a região, trabalhos de campo, sobrevôo da área e análise de mapas, imagens de satélite e dados hidrometeorológicos. A área é composta por campos limpos com predominância de vegetação herbácea, campos mistos cujas pequenas oscilações da topografia favorecem a vegetação arbustivo-arbórea e ilhas de matas e capões que se desenvolvem nas áreas onde a topografia mais elevada diminui o efeito da inundação. Esta dinâmica paisagística é controlada principalmente pelo fator hidrológico resultante da interação dos elementos do clima e a dinâmica marinha regional. Apesar da baixa densidade populacional existente no local não alterar a paisagem significativamente, constatou-se que este geossistema apresenta uma alta fragilidade potencial, pois, apesar da pequena declividade, a fragilidade dos solos é bastante elevada. Indícios desta fragilidade foram encontrados em sulcos e ravinas originados pelo pisoteio do búfalo (gado predominante na região). Verificou-se também que se trata de um geossistema extremamente dinâmico, cujos limites com os sistemas vizinhos (mangue, savanas e florestas) estão em constante migração resultante de ajustes decorrentes de variações dos elementos que os compõe.

Download


Responses

  1. Excelente artigo Sadeck, sou suspeita para falar, mas não posso de deixar de elogiar o excelente artigo escrito por você. É esta tendência da geografia física que considere a articulação entre as questões naturais associadas às socias que temos que valorizar, pois desta forma ressaltamos o método, que diga-se de passagem de excelência da geografia física, que temos como modelo em nossas interpretações referentes ao estudo do meio ambiente.
    Parabéns!

    Curtir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: